30 de set de 2010

sê você mesmo.

Um dos maiores segredos da humanidade é a prática da simplicidade. Para um bom atendimento, quanto mais complicado e número de protocolos gerados sem necessidade, mais eficiente é. Pelo menos parece que as coisas funcionam assim nesse universo.

Se as coisas fossem mais simples seriam mais fácies; e por haver tanta preocupação em renovar, desnecessariamente e abusadamente, acabam não achando a solução e avacalhando nos relacionamentos sociais e comerciais.

A ideia do "Nevermind" é boa: viver sem se preocupar. Fazer tudo sem ficar mirabolando falsas polêmicas às vezes é legal.

Chegará a época em que a ironia será vista de uma maneira ultrapassada e atrasada; o mundo será das pessoas que falam sobre tudo mas de uma maneira sensata.

Cheguei a conclusão de que, para eu ter nascido, é porque existem pessoas que pensam como eu num mundo como o meu, mesmo que eventualmente imaginário.

"Porra vizinho, onde está a guerra?".

belo dia, internauta.

Vamos filosofar?

Arrume sua cadeira e clique aqui.

frases da semana. (12)

"A imaginação vale muitas viagens e é mais barata".
George Curtis

"Viva da sua imaginação, não da sua história".
Stephen Covey

"O homem que não tem imaginação não tem asas".
Muhammad Ali

"Somos o que fazemos, mas somos, principalmente, o que fazemos para mudar o que somos".

Eduardo Galeano

"Por que será que a gente vive chorando os amigos mortos e não agüenta os que continuam vivos?".
Mário Quintana

"Os filósofos são mais anatomistas que os médicos: dissecam, mas não curam".

Antoine Rivarol

"A filosofia é uma patologia superior".

Friedrich Hebbel

"Um amigo é alguém com quem podemos estar em silêncio".

Camillo Sbarbaro

"Prefiro que caluniem o meu silêncio a que caluniem as minhas palavras".

Nicolas Chamfort

"Há sempre, nas mais sinceras confissões das mulheres, um cantinho de silêncio".

Paul Bourget

27 de set de 2010

'Nosso Lar' - o filme - na minha visão.



Falar sobre um filme de religião é tão complicado quanto falar do Harry Potter ou Senhor dos Anéis, por exemplo. Tenho dificuldade, pois as pessoas já têm uma ideia pré estabelecida antes do tal do mesmo vir ao cinema. O fã já diz que vai adorar antes de assisti-lo e quem não é fã assiste como a um filme, apenas.

Não consigo levar a sério críticas de fãs de Crepúsculo. Esse assunto aqui não, Samuel. Não combina muito com a postagem, então falo sobre isso depois.

O fanatismo não pejorativo também é complicado: ai de você se não acompanhar a última história do seu personagem. A estranheza está justamente em não poder avaliar como uma película em si, é como um "cego apaixonado" que vai ao parque. Ele não vai julgar o parque como um parque, mas o momento que ele terá e a sublime ocasião.

Nosso Lar pode ser assistido como a um filme de ficção, já que cinema é isso, é a arte e a mensagem que cada um transmite, ou não.

O longa não é sobre Chico Xavier, é sobre a história de André Luiz, que foi psicografado - ou entenda como quiser - pelo Chico e é um dos livros mais importantes no Espiritismo.

Pegue a história, reflita e assista sem preconceito, porque filmes como Matrix sempre saem de moda e são feitos exclusivamente para vender, nada mais do que isso.

comercial - 'Trident'.

Comercial que fala sobre masturbação.



E ainda o cara diz que a superpopulação será uma coisa boa. É para rir mesmo.

15 de set de 2010

'Mega-Sena': onde está o problema em trabalhar e lutar para conquistar seus sonhos?

Muito se fala em ganhar dinheiro fácil, sem o menor esforço e sem luta para conquistar seu maior sonho e objetivo na vida, seja qual for.

O mundo é capitalista. Para você ter cultura você tem que ter dinheiro, quanto mais consumo mais cultura você adquiri. Sílvio Santos é um exemplo concreto de capitalismo: "- Ooooêêêê, quem quer dinheiro?".

Tá! É claro que seria bacana se ganhássemos uns milhões, mas de alguma forma isso prejudicaria a sua vida, e pode até arruiná-la.

O dinheiro é "engraçado", pois a falta dele é complicado, e o excesso também. O sucesso pode subir para cabeça do artista - e isso quase sempre acontece - e há poucas pessoas que realmente fazem doação para ajudar. Depois que o Ayrton Senna morreu descobriram que ele doava, em anonimato, uma grana para instituições.

Outra coisa é aquela sensação de que tudo foi muito fácil. Quando você conquista algo é sempre melhor. Uma música que fala sobre isso é Ouro de Tolo, de Raul Seixas.

Todo sonho é possível, quando você acredita nele deseja com sinceridade.

14 de set de 2010

frases da semana. (10)

Lembrando que as frases aqui escolhidas não refletem necessariamente a minha opinião e nem me influenciam em nada.

Ei-las:

"Não confie na sorte. O triunfo nasce da luta".
Provérbio popular

"Um pouco de filosofia nos afasta da religião; muita filosofia a ela nos reconduz".
Antoine Rivarol

"O maior bem que pode existir em um Estado é ter verdadeiros filósofos".
René Descartes

"Os caprichos nascem da imposição da vontade sobre o conhecimento".
Arthur Schopenhauer

"Quem insiste em julgar os outros sempre tem alguma coisa pra esconder".
Renato Russo (Música: Uma Outra Estação)

"O nobre coração de boa vontade se confessa vencido pela razão".
Friedrich Schiller

"As mulheres louvam de muita boa vontade os que as admiram".
Jean-Jacques Rousseau 

"Ou você se compromete com objetivo da vitória, ou não".
Ayrton Senna 

"Mais vale perder uma província que dividir as forças com as quais se espera a vitória".
Frederico II

"Pense rápido, fale devagar".
Provérbio popular

Coisas que você já deveria saber e que facilitará a sua vida. (1)

Hoje inicio uma nova sessão aqui no blog. "Coisas que você já deveria saber e que facilitará a sua vida". São três dicas de coisas simples mas que por alguma razão, você e muita gente ainda não sabia. Nem sempre será sobre internet, como essas duas primeiras:

  1. Abrir página em uma nova aba (ou janela, dependendo da configuração do seu computador) -O comando ctrl (pressionado, sem soltar), mais o botão esquerdo do mouse faz abrir uma nova. Faça o teste aqui.
  2. Provavelmente você já conhecia a dica acima. Então acabe de comer o seu Doritos para não se engasgar e preste atenção nesta dica: O botão do meio do mouse faz o mesmo efeito. Teste!
  3. Não existe "menas" e nem "seje". O correto é "menos" e "seja", sempre. Exemplo: "Seja menos diplomática".

Até a próxima!

13 de set de 2010

Analisando online. (2)

Letra de hoje: "Múmias", da Biquíni Cavadão.

Primeiro: essa música não é da Legião Urbana nem do Renato Russo.

Bom, vamos lá.

Começarei pelo refrão:

"Errar não é humano
Depende de quem erra
Esperamos pela vida
Vivendo só de guerra".

Humano, aqui, no sentido de compassivo. Há pessoas que não são humanas, não são bondosas e portanto erram sempre, não por ser um ser animal racional, e sim por não ter compaixão. Nós esperamos pela vida, ou seja, esperamos viver, de verdade, com energia, com luta, com respeito e aguardamos uma melhora, sempre, mas o que encontramos é só guerra. Aqui a guerra é no sentido de discórdia.

O título da música faz uma referência a nossa sociedade que não evolui, que esta mortificada pela própria.

"Nós viemos a reboque
E esse mundo é um grande choque".

Reboque aqui é nó sentido figurado. Nós viemos a contragosto.

A composição mostra um conteúdo irônico nessa parte: "Bem aventurados sejam aqueles que amam essa desordem".

Ou seja: bem aventurado seja esse povo que enfrenta uma batalha a cada momento para sobreviver, ao que trabalha para garantir sua existência e sofre. Parece que quanto mais a pessoa sofre trabalhando, menos ela é recompensada, deveria ser o contrário.

Toda essa massa que está exaustivamente esgotada de tanta desordem, injustiça, mas que se acomoda a cada nova situação desgastante, aceita vivenciar aquilo que lhe é determinado. Não temos escolhas, e quem pensa em mudar e fazer alguma coisa é a minoria. A humanidade deseja paz, uma convivência sem preconceitos, deseja união entre os países, entre os vizinhos, entre todos. Mas essa é uma realidade distante e que só vemos em contos de fadas.

O medo e a desigualdade continua fazendo parte no nosso mundo, mas de uma maneira diferente.

A música, com participação especial de Renato Russo:

crise existencial X Google.

Cinema é no Cinemark.



A Cinemark é a maior rede de cinemas do Brasil e a segunda maior no mundo.

A empresa tem um conceito inovador e moderno de comunicação. São centenas de monitores dispostos em lugares estratégicos e controlados. Respeita a originalidade do cinema e dá preferência para filmes legendados.

Quando penso em cinema, penso em Cinemark. Lá os preços são acessíveis e há muito conforto.

Compre online, o que está esperando? Ou procure o complexo mais perto da sua casa.

cinemark.com.br

Esta postagem não é um publieditorial.

viver num mundo virtual.

Corrigi alguns erros de digitação no texto e adaptei à linguagem brasileira. O texto original certamente foi escrito por um português.

"Entrei apressado e com muita fome no restaurante. Escolhi uma mesa bem afastada do movimento, porque queria aproveitar os poucos minutos que dispunha naquele dia, para comer e acertar alguns bugs de programação num sistema que estava desenvolvendo, além de planejar a minha viagem de férias, coisa que há tempos que não sei o que são.

Pedi um filé de salmão com alcaparras em manteiga, uma salada e um sumo de laranja, afinal de contas fome é fome, mas regime é regime não é?
Abri o meu portátil e apanhei um susto com aquela voz baixinha atrás de mim:
- Senhor, não tem umas moedinhas?
- Não tenho, menino.
- Só uma moedinha para comprar um pão.
- Está bem, eu compro um.
Para variar, a minha caixa de entrada está cheia de e-mail.
Fico distraído vendo poesias, as formatações lindas, rindo com as piadas malucas.
Ah! Essa música leva-me até Londres e às boas lembranças de tempos áureos.
- Senhor, peça para colocar margarina e queijo.
Percebo nessa altura que o menino tinha ficado ali.
- Ok. Vou pedir, mas depois deixas-me trabalhar, estou muito ocupado, está bem?
Chega a minha refeição e com ela o meu mal-estar. Faço o pedido do menino, e o empregado pergunta-me se quero que mande o menino ir embora.
O peso na consciência, impedem-me de o dizer.
Digo que está tudo bem. Deixe-o ficar. Que traga o pão e, mais uma refeição decente para ele.
Então sentou-se à minha frente e perguntou:
- Senhor o que está fazer?
- Estou lendo uns e-mail.
- O que são e-mail?
- São mensagens electrónicas mandadas por pessoas via Internet (sabia que ele não ia entender nada, mas, a título de livrar-me de questionários desses): – É como se fosse uma carta, só que via Internet.
- Senhor você tem Internet?
- Tenho sim, essencial no mundo de hoje.
- O que é Internet ?
- É um local no computador, onde podemos ver e ouvir muitas coisas, notícias, músicas, conhecer pessoas, ler, escrever, sonhar, trabalhar, aprender. Tem de tudo no mundo virtual.

- E o que é virtual?

Resolvo dar uma explicação simplificada, sabendo com certeza que ele pouco vai entender e deixar-me-ia almoçar, sem culpas.
- Virtual é um local que imaginamos, algo que não podemos tocar, apanhar, pegar… é lá que criamos um monte de coisas que gostaríamos de fazer.
Criamos as nossas fantasias, transformamos o mundo em quase como queríamos que fosse.
- Que bom isso. Gostei!
- Menino, entendeste o significado da palavra virtual?
- Sim, também vivo neste mundo virtual.
- Tens computador?! – Exclamo eu!!!
- Não, mas o meu mundo também é vivido dessa maneira…Virtual.

A minha mãe fica todo dia fora, chega muito tarde, quase não a vejo, enquanto eu fico a cuidar do meu irmão pequeno que vive a chorar de fome e eu dou-lhe água para ele pensar que é sopa, a minha irmã mais velha sai todo dia também, diz que vai vender o corpo, mas não entendo, porque ela volta sempre com o corpo, o meu pai está na cadeia há muito tempo, mas imagino sempre a nossa família toda junta em casa, muita comida, muitos brinquedos de natal e eu a estudar na escola para vir a ser um médico um dia.

Isto é virtual não é senhor???
Fechei o portátil, mas não fui a tempo de impedir que as lágrimas caíssem sobre o teclado.
Esperei que o menino acabasse de literalmente “devorar” o prato dele, paguei, e dei-lhe o troco, que me retribuiu com um dos mais belos e sinceros sorrisos que já recebi na vida e com um “Brigado senhor, você é muito simpático!”.
Ali, naquele instante, tive a maior prova do virtualismo insensato em que vivemos todos os dias, enquanto a realidade cruel nos rodeia de verdade e fazemos de conta que não percebemos!"

12 de set de 2010

explicando o 'slogan' do blog.

Mais alertas do que isso, só os escoteiros.

Você já deve ter reparado no slogan do Filosofando online.

No início do blog os "biscoitos da sorte" se entretinham e muita gente atualizava a página só para ver a nova mensagem.

Hoje o seu slogan é "Porque é virtual pensar". Há um duplo sentido em sua frase.

Se você não entendeu ou tem alguma dúvida, clique aqui.

Simples, não?!

pleonasmo redundante.

Apesar de não concordar com algumas coisas, eu admito: o cara é bom!

11 de set de 2010

Escritores da Liberdade - (Freedom Writers).



Não escolhi esse filme só porquê eu gosto dele. Escritores da Liberdade é um filme de filosofia que trata de realizações situadas à adversidade, ao infortúnio.

Uma professora tenta lidar com alunos rotulados pela própria escola como adolescentes "problemáticos". A sala de aula era uma mistura de Latinos, Afro-americanos, Cambojanos, entre outros, muitos dos quais cresceram em vizinhanças agressivas e participavam de gangues. Nas primeiras semanas de aula, os estudantes obstruíram a aula mostrando que não estavam interessados no que sua professora precisava ensinar, inclusive fazendo apostas sobre quanto tempo a professora duraria em sua sala de aula.

Erin Gruwell tomou a missão de não desistir dos alunos. Em resumo, a história mostra como a autodeterminação ou autocausalidade, segundo a qual a Liberdade é a ausência de condições e de limites, pode mudar uma história e fazer uma diferença na vida dessas pessoas. O drama foi baseado em uma história real.

Assista o filme e você irá se surpreender.

o que é filosofar. (5)

A filosofia tem um sentido muito amplo, por isso existe essa sessão.

Filosofar é ter a mente aberta para mudar de opinião ou de conceito. Mas antes disso, um conceito que vem junto com "filosofar" e "opinião", antes de me adiantar, é de que a conversa alimenta novas ideias e nossos pensamentos mudam, mas não necessariamente de forma negativa e desastradora.

O tempo passa e nós envelhecemos junto com as outras pessoas. Há uma parcela que se preocupa com a idade, a outra em que não se preocupa, e ainda há uma terceira parcela que mente a idade para não se preocupar, porque no fundo se preocupa. Precisamos ter sempre um ídolo filosófico para nos basearmos antes de pensar em filosofar qualquer coisa. O mundo já existia antes da gente nascer e antes do seu mestre (professor).

O mais difícil é entendermos que somos ignorantes e aceitar nossas fraquezas. Não se trata de humildade - não neste caso -, mas sim de compreendermos que não sabemos de nada, e que não importa quantos livros você já leu e nem se você passa a mão embaixo do queixo enquanto está conversando.

Nos concentramos então nas coisas como elas são, e não como elas estão. Quando você coloca um ovo perto de uma galinha, você a incentiva a botar ovos ali. O ócio (e não confunda com preguiça) faz parte da natureza do homem, que não depende da sua classe e nem do jeito.

Vamos com calma, pois o mundo ainda gira. E a Terra demora 24 horas para girar em torno de si mesma.

9 de set de 2010

número de visitantes online no blog.



Agora o blog mostra o número de visitantes onlines aqui. Na página principal do Filosofando online, lá em cima: "X visitante(s) online(s)".

O número é rigorosamente fiel, pois marca por IP, assim evita aparecer mais ou menos números.

7 de set de 2010

nova enquete - vote com carinho!


Pessoal, participem da nova enquete do blog.

Muitos passam por aqui e nem olham que tem uma pesquisa. Quando uma termina, ela é guardada junto com as anteriores.

Participe!

'como diz o outro'.

Que foto!



São Paulo não chove há muitos dias, e hoje acorda com pingos, relâmpagos e trovões.

Me sinto inspirado em dias assim, e aproveitando disso, escrevi alguma coisa quando acordei. Depois eu termino.

A chuva me inspira, assim como sempre me trouxe inspiração, com seu barulho único e singular das águas caindo, a escrever, mesmo quando eu ainda não escrevia. Na infância eu gostava de sentir a chuva como se fosse uma namorada. O ruim é te-la que esperar um tempão, às vezes, para poder vê-la e senti-la novamente.

E pensar que, enquanto uns perdem seu barraco, outros vendem guarda-chuva. Assim é a vida.

frases da semana. (9)

Bom feriado a todos.



"Põe quanto tu és no mínimo que fazes".
Fernando Pessoa

"A sabedoria vem de escutar; de falar, vem o arrependimento".
Provérbio italiano

"Volta teu rosto sempre na direção do sol e então as sombras ficarão para trás".
Sabedoria oriental

"Tudo é filosofar".
Rita de Cássia (escritora do Blog)

"Se não podes ser o que és, sê com sinceridade o que podes".
Ibsen

"É difícil viver com as pessoas porque calar é muito difícil".
Friedrich Nietzsche

"Sem a música, a vida seria um erro".
Friedrich Nietzsche

"A vida mais doce é não pensar em nada".
Friedrich Nietzsche

"Para quê preocuparmo-nos com a morte? A vida tem tantos problemas que temos de resolver primeiro".
Confúcio

"Viver sem filosofar é o que se chama ter os olhos fechados sem nunca os haver tentado abrir".
René Descartes

nota: as frases aqui citadas, não representam necessariamente a minha opinião e nem me influencia.

6 de set de 2010

Analisando online. (1)

Começo hoje uma nova série aqui no meu blog. Em, "Analisando online", eu escolho uma letra de música e faço a minha análise. Começarei com Sapato 36 (álbum - O dia em que a Terra Parou, 1977), do Raul Seixas, composta por ele mesmo.

Em Sapato 36, Raul Seixas expressa a diferença entre "pai e filho". O filho pensa diferente do pai, mas o pai não respeita isso e empurra o número 36, mas o filho calça 37. De um lado a liberdade, do outro a submissão; uma metáfora em relação a dor do sapato apertado, a dor da alma, da falta de autonomia.

"Dói mas no dia seguinte, aperto meu pé outra vez". O sapato, é o instrumento que a gente usa para caminhar... Também pode ser uma analogia com o "caminhar sozinho", com o "caminhar na vida", filosoficamente falando.

Um desabafo, um grito de liberdade e indignação à censura do pai em proibir as coisas ao filho.

"Pois eu já escolhi meu sapato, que não vai mais me apertar". Já escolheu o que vai fazer, e não se sentirá mais preso ao pai; sem apertar seus passos, sem impor limites. Em suma, a música expressa a liberdade e a falta dela, um grito de sufoco e vontade de fazer as coisas do próprio jeito, sem submissão.

A Raposa e as Uvas.

Fábula infantil.

Uma Raposa, com muita fome, ao passar diante de um pomar, viu penduradas nas grades de uma viçosa videira, alguns cachos de belas uvas maduras.

Ela então usou de todos os seus dotes e artifícios para pegá-las, mas como estavam fora do seu alcance, acabou se cansando em vão, e nada conseguiu.

Por fim deu meia volta e foi embora, e consolando a si mesma, meio desapontada disse:

-Olhando com mais atenção, percebo agora que as uvas estão todas estragadas, e não maduras como eu imaginei no começo.

Autor: Esopo; reescrita por Jean de La Fontaine.

Moral da História:

Algo como: É fácil desprezar aquilo que não se pode alcançar. Já que ela não podia ter as uvas, criou uma desculpa para diminuir o peso do seu insucesso. Quando você não aceita suas próprias limitações, você abre um caminho para a decepção, a infelicidade. Mais ou menos isso.

5 de set de 2010

filme "A Origem" (Inception).



Um filme de ação tenso em que você sai atordoado do cinema. O filme discute o que é real, virtual e sonho. Como em Matrix.

Eu gostei do filme, mas acho que a história dificultou um pouco a sua compreensão. Assista você mesmo e tire suas conclusões.

fácil e difícil.

"Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que expressem sua opinião.

Difícil é expressar por gestos e atitudes o que realmente queremos dizer, o quanto queremos dizer, antes que a pessoa se vá.

Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias.

Difícil é encontrar e refletir sobre os seus erros, ou tentar fazer diferente algo que já fez muito errado.

Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir.

Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade quando for preciso. E com confiança no que diz.

Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre esta situação.

Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer. Ou ter coragem pra fazer.

Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado.

Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece, te respeita e te entende. E é assim que perdemos pessoas especiais.

Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar.

Difícil é mentir para o nosso coração.

Fácil é ver o que queremos enxergar.

Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto. Admitir que nos deixamos levar, mais uma vez, isso é difícil.

Fácil é dizer 'oi' ou 'como vai?'

Difícil é dizer 'adeus'. Principalmente quando somos culpados pela partida de alguém de nossas vidas…

Fácil é abraçar, apertar as mãos, beijar de olhos fechados.

Difícil é sentir a energia que é transmitida. Aquela que toma conta do corpo como uma corrente elétrica quando tocamos a pessoa certa.

Fácil é querer ser amado.

Difícil é amar completamente só. Amar de verdade, sem ter medo de viver, sem ter medo do depois. Amar e se entregar. E aprender a dar valor somente a quem te ama.

Fácil é ouvir a música que toca.

Difícil é ouvir a sua consciência. Acenando o tempo todo, mostrando nossas escolhas erradas.

Fácil é ditar regras.

Difícil é segui-las. Ter a noção exata de nossas próprias vidas, ao invés de ter noção das vidas dos outros.

Fácil é perguntar o que deseja saber.

Difícil é estar preparado para escutar esta resposta. Ou querer entender a resposta.

Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade.

Difícil é sorrir com vontade de chorar ou chorar de rir, de alegria.

Fácil é dar um beijo.

Difícil é entregar a alma. Sinceramente, por inteiro.

Fácil é sair com várias pessoas ao longo da vida.

Difícil é entender que pouquíssimas delas vão te aceitar como você é e te fazer feliz por inteiro.

Fácil é ocupar um lugar na caderneta telefônica.

Difícil é ocupar o coração de alguém. Saber que se é realmente amado.

Fácil é sonhar todas as noites.

Difícil é lutar por um sonho…".

(Carlos Drummond de Andrade)

uma lição social.

Dizem que esta história é verídica. Alguns dizem que aconteceu na TAM, outros que ocorreu em um voo da British Airways entre Johannesburgo e Londres. Não importa isso, mas sim a moral dessa história.

"Uma senhora branca, de uns cinquenta anos, senta-se ao lado de um negro. Visivelmente perturbada, ela chama a aeromoça:

- Qual o problema, senhora? Pergunta a aeromoça.

- Mas você não esta vendo? Responde a senhora - Você me colocou do lado de um negro. Eu não consigo ficar do lado destes nojentos. Me de outro assento.

- Por favor, acalme-se. Diz a aeromoça. - Quase todos os lugares deste voo estão tomados. Vou ver se ha algum lugar disponível.

A aeromoça se afasta e volta alguns minutos depois.

- Minha senhora, como eu suspeitava, não ha nenhum lugar vago na classe econômica. Eu conversei com o comandante e ele me confirmou que não ha mais lugar na executiva. Entretanto ainda temos um assento na primeira classe.

Antes que a senhora pudesse fazer qualquer comentário , a aeromoça continuou:

- E totalmente inusitado a companhia conceder um assento de primeira classe a alguém da classe econômica, mas, dadas as circunstancias, o comandante considerou que seria escandaloso alguém ser obrigado a sentar-se ao lado de pessoa tão execrável.

E dirigindo-se ao negro, a aeromoça complementa:

- Portanto, senhor, se for de sua vontade, pegue seus pertences que o assento da primeira classe esta a sua espera por favor.

E todos os passageiros ao redor que, chocados, acompanhavam a cena, levantaram-se e bateram palmas".

nota: sem citação, pois esse texto é de "domínio público" e não se sabe ao certo o precursor; o texto, diga-se de passagem, foi corrigido por mim, quanto aos inúmeros erros de português.

2 de set de 2010

Da série: "Uma Verdade Inconveniente".

Procurando emprego na internet.



Visto, traduzido e adaptado daqui: Último Click