5 de set de 2010

uma lição social.

Dizem que esta história é verídica. Alguns dizem que aconteceu na TAM, outros que ocorreu em um voo da British Airways entre Johannesburgo e Londres. Não importa isso, mas sim a moral dessa história.

"Uma senhora branca, de uns cinquenta anos, senta-se ao lado de um negro. Visivelmente perturbada, ela chama a aeromoça:

- Qual o problema, senhora? Pergunta a aeromoça.

- Mas você não esta vendo? Responde a senhora - Você me colocou do lado de um negro. Eu não consigo ficar do lado destes nojentos. Me de outro assento.

- Por favor, acalme-se. Diz a aeromoça. - Quase todos os lugares deste voo estão tomados. Vou ver se ha algum lugar disponível.

A aeromoça se afasta e volta alguns minutos depois.

- Minha senhora, como eu suspeitava, não ha nenhum lugar vago na classe econômica. Eu conversei com o comandante e ele me confirmou que não ha mais lugar na executiva. Entretanto ainda temos um assento na primeira classe.

Antes que a senhora pudesse fazer qualquer comentário , a aeromoça continuou:

- E totalmente inusitado a companhia conceder um assento de primeira classe a alguém da classe econômica, mas, dadas as circunstancias, o comandante considerou que seria escandaloso alguém ser obrigado a sentar-se ao lado de pessoa tão execrável.

E dirigindo-se ao negro, a aeromoça complementa:

- Portanto, senhor, se for de sua vontade, pegue seus pertences que o assento da primeira classe esta a sua espera por favor.

E todos os passageiros ao redor que, chocados, acompanhavam a cena, levantaram-se e bateram palmas".

nota: sem citação, pois esse texto é de "domínio público" e não se sabe ao certo o precursor; o texto, diga-se de passagem, foi corrigido por mim, quanto aos inúmeros erros de português.

5 comentários:

RITA disse...

Eu ja tinha lido este texto, e deu pra notar as alterações que vc fez.

Samuel disse...

RITA, obrigado pelo seu comentário.

Não houve alteração. A alteração que fiz foi nos erros de português, do resto copiei o texto literalmente. Há outras versões que contam essa mesma história, à propósito.

Rita de Cássia disse...

ô Samuel,sera q dá pra ficar on la no msn?

Rita de Cássia disse...

ô Samuel,sera q dá pra ficar on la no msn?

Samuel disse...

RITA, obrigado pelo seu comentário.

Não houve alteração. A alteração que fiz foi nos erros de português, do resto copiei o texto literalmente. Há outras versões que contam essa mesma história, à propósito.

Postar um comentário

Sinta-se a vontade.

Comentários paralelos, como "discussões", assuntos que não têm a ver com o blog, serão excluídos.

Comentários engraçados também são bem vindo! =)