21 de nov de 2010

expressando o inexpressável.

Inicialmente, você achou o título paradoxal desta postagem um tanto peculiar, no ponto - e entre ponto - do tema do blog.

O universo mundístico ganha uma nova consciência, em contra versão, de tempo em tempo, e de virtude em virtude. Como o miolo do pão, nós lutamos e desistimos muito fácil!

Primeiro, a "expressão", literalmente analisando, de uma forma nem tão fiel, porém, sem ideia fixa, "ex - pressão": algo que deixou de ser uma pressão. Ou seja, antes você apertava, agora não mais. A gente se expressa sem pressão, sem autoridade, sem contorno. A panela de pressão; o velho de gravatas.

Se você não força, se você não se expressa, você está expressando seu silêncio - que também é "palavra" -, e mostrando poucas medidas. Não se expressar significa se expressar no seu não-expressar. Coloquialmente estamos o tempo todo desesperado!

'Por favor, um café espresso sem canela!'.

- Expresso é com x, porra!

Não, não é. Absolutamente, sem razão e açúcar.

3 comentários:

carolzinha mantis disse...

ñ entendi nada

ZUMBIE DOLL disse...

um ótimo texto, de fato a expressão no silêncio é uma expressão e uma das mais influentes e revolucionárias, subverter a idéia básica de um verbo, de uma ação, de uma realidade auto imposta pela razão.
bom texto

e o final melhor ainda

http://bonecozumbie.blogspot.com/

Barbara Nonato disse...

E muitas vezes o silêncio consegue ser até mais expressivo do que as palavras...

Postar um comentário

Sinta-se a vontade.

Comentários paralelos, como "discussões", assuntos que não têm a ver com o blog, serão excluídos.

Comentários engraçados também são bem vindo! =)